FANDOM




L.A. Noire
L.A. Noire cover 2
Desenvolvedora Team Bondi
Publicadora Rockstar Games
Data(s) de lançamento PlayStation 3 & Xbox 360
NA 17 de Maio, 2011
EU/AU 20 de Maio, 2011
JP 7 de Julho, 2011
Microsoft Windows
NA 8 de Novembro, 2011
EU/AU 11 de Novembro, 2011
Plataformas PlayStation 3
Xbox 360
Microsoft Windows
Engine(s) Havoc (physics engine)
Protagonista Cole Phelps
Jack Kelso
Modo(s) Single player, Sandbox
Gênero(s) Mistério
Mídia 3 DVD-DLs, Blu-ray Disc, Download
Classificação ESRB: Mature 17+
PEGI: 18+
BBFC: 18
ACB: MA 15+
Análise(s) GameRankings

(PS3) 88.12%
(X360) 87.76%
(PC) 81.70%
Metacritic
(PS3) 89/100
(X360) 89/100
(PC) 83/100

L.A. Noire é um jogo sandbox (não-linear) desenvolvido pela Team Bondi e distribuído pela Rockstar Games. Anunciado no princípio somente para Playstation 3, o jogo ganhou posteriormente versões para Xbox 360 e PC. O jogo foi lançado no dia 17 de maio de 2011 nos Estados Unidos, 20 de maio na Europa e 11 de novembro para PC.

L.A. Noire se situa em uma "perfeita recriação de Los Angeles" no final da década de 1940 e tem como protagonista Cole Phelps, um detetive novato que deverá resolver uma série de assassinatos num mundo aberto ao jogador.

Como seu nome indica, o jogo e sua história está influenciada pelos filmes "noir" das décadas 1940 e 50. Sua ambientação na pós-guerra serve de pano de fundo para implementar elementos dos filmes policiais da década de 40, tais como corrupção ou drogas, assim como sua clássica trilha sonora de música jazz.

DesenvolvimentoEditar

Em fevereiro de 2004, o presidente da Team Bondi, Brendan McNamarada, disse em uma entrevista que o projeto estava "fundado completamente pela Sony Computer Entertainment America. Temos um grande e exclusivo acordo com eles". 2 anos mais tarde, em 2008, Rockstar Games anunciou seu compromisso em publicar o título em que a Team Bondi estava trabalhando - com uma equipe formada por ex-funcionários da Team Soho, responsável por criar The Gateway. A equipe se mudou para Los Angeles para começar um duro trabalho de recriação da cidade e uma posterior etapa de documentação bibliográfica para obter o mais fielmente possível a cidade nos anos 40. No processo de desenvolvimento de L.A. Noire, foram contratatos mais de 180 atores de dublagem e se utilizou 22.000 páginas de script, elemento que McNamara considera fundamental no jogo.

Em 11 de junho de 2007, Take-Two Interactive, subsidiária da Rockstar Games, confirmou que o lançamento da versão para Playstation 3 se atrasaria até "o ano fiscal de 2008", em um comunicado de imprensa em relação com os resultados financeiros da empresa no segundo semestre. Sem embargo, durante uma conferência de acionistas, um portavoz da Take-Two insinuou que o lançamento do jogo se ampliaria também a uma versão para Xbox 360 ao mencionar que "L.A. Noire está sendo desenvolvido para sistemas de consoles da próxima geração". Em 10 de setembro de 2007 Take-Two novamente volta a dizer que o jogo seria adiado até o ano fiscal de 2009. No dia 21 de janeiro de 2010, Rockstar Games publicou em seu blog que os usuários veriam em breve "algo fantástico". L.A. Noire apareceu na capa de março da revista Game Informer e que apareceria, definitivamente, uma versão para Xbox 360. Em 2 de setembro a Take-Two anunciou na reunião que manteve com seus investidores, que o título sairia às lojas na primeira metade de 2011. Ben Feder, da Take-Two, reconheceu que a editora tem pressa com a data de lançamento do jogo e assegurou que "olhando o competitivo mercado que existe, não há nada como ele em termos de jogabilidade e tecnologia. Queremos ter certeza que o fazemos da melhor forma possível".

L.A. Noire é um dos primeiros jogos em que a Rockstar Games não utiliza seu motor Rockstar Advanced Engine (RAGE), utilizando um de propriedade da desconhecida, na época, Team Bondi. Além disso, o jogo utiliza uma nova tecnologia Darksprint que inclui iluminação global em tempo real.

JogabilidadeEditar

O jogo é em terceira pessoa e possui um mundo aberto que pode ser explorado pelo jogador. No modo história, a mesma se inicia automaticamente, ao contrário do jogo GTA, em que você deve ir a pontos específicos para iniciar missões. Em um caso, o jogador deve ir até os locais demarcados, investigar e/ou interrogar testemunhas e suspeitos além de consultar o legista e ir à central para interrogatórios em algumas situações.

O jogo possui uma jogabilidade parecida com a do Grand Theft Auto, principalmente na parte dos veículos. No entanto, possui menos liberdade quanto às ações, como matar civis (só é possível empunhar sua arma em perseguições/tiroteios na história/missões).

O jogo possui um modo livre (Free roam) em que é possível explorar a cidade para encontrar Colecionáveis, completar missões secundárias, visitar pontos turísticos e muito mais. O mapa é um dos maiores já feitos em um jogo da Rockstar.

ImagensEditar

  • Perseguindo um suspeito até os telhados. Como detetive, Phelps deve buscar pistas, perseguir suspeitos e, se necessário, disparar para fugir dos problemas.
  • Em cada departamento, a Phelps são designados um companheiro diferente. No Tráfico, Phelps estará acompanhado por Stefan Bekowsky.
  • Com uma pistola na mão, Phelps persigue a um suspeito.
  • Elsa Lichtman canta em um famoso clube de jazz.
  • Uma Los Angeles cuidadosamente detalhada em 1947. Los Angeles é o pano de fundo da obscura história de L.A. Noire, colocando uma incrível atenção à recriação da cena de cada crime.
  • Phelps aceita seu caso na sala de instruções do QG.
  • Vale a pena examinar plenamente cada detalhe da cena de crime - o mais mínimo elemento de prova poderá ser a pista que marca diferença em um caso aberto.
  • L.A. atrai todo tipo de pessoa, desde aspirantes a estrelas em busca de um novo futuro até aqueles que tentam escapar de seu próprio passado.
  • Ambientado na Idade dr Ouro de Hollywood (1947), Los Angeles se encontra entre os anos mais violentos e corruptos na história da cidade.
  • Phelps e seu companheiro se dirigem à cena de outro crime.
  • Cada cena do crime possui muitos detalhes exclusivos.
  • Phelps fala com um guarda na cena.
  • Nesta cidade, todos tem algo para ocultar. A questão é: O que estão escondendo e por quê?
  • L.A. Noire possui a história de Cole Phelps e sua ascensão a cada caso completo desde à patrulha até o mais alto nível da polícia de Los Angeles.
  • Um fotógrafo da polícia registra cada eviência, enquanto o detetive Phelps observa.